Aguarde. Carregando informações.

+55 (82) 3342-2881

faleconosco@ibgenesis.com.br

http://ibgenesis.com.br

Marcelinho Carioca afirma que ser evangélico o tirou das Copas do Mundo de 94, 98 e 2002: “Injustiçado”

11/12/2012 às 15h23 - Atualizado em: 02/08/2016 às 18h34

 O ex-jogador Marcelinho Carioca, que teve passagens pelo Flamengo, Corinthians, Santos e Vasco, concedeu entrevista ao apresentador Neto, também em ex-jogador, em seu programa “Papo Reto com Neto”, no Uol.

Segundo declarações do “Pé-de-anjo”, apelido dado por torcedores a Marcelinho, ele nunca participou de uma Copa do Mundo pela Seleção Brasileira devido à sua manifestação pública de fé: “[Fui injustiçado] nas Copas de 94, 98 e 2002. [...] Eu deixei muita gente confusa, pois as pessoas achavam que ou eu era maluco, ou marqueteiro, ou falso. Eu falava de Evangelho, de religião, colocava faixinha na cabeça, e em campo meu comportamento era diferente”, afirmou o jogador, que garantiu que “como pai, como filho, etc”, não há nada que possam apontar contra ele.

Em seu desabafo, Marcelinho Carioca falou que sua rusga com o técnico Vanderlei Luxemburgo, atualmente no Grêmio de Porto Alegre, começou com o desentendimento público entre ele e o também ex-jogador Ricardinho, na época, seu colega de elenco no Corinthians.

-O Ricardo é sensacional, merece respeito. Ele não fez sacanagem, nem trairagem. O Vanderlei fez aquilo [...] Falei que a parada era entre eu e ele (Luxemburgo). Fui pra cima dele – afirmou Marcelinho, que trava uma batalha jurídica contra o técnico.

Marcelinho ainda tentou explicar parte dos motivos do desentendimento com seu ex-treinador: “Todos estão errados e o Luxa o único certo. Quando a briga é com um só a gente não acredita, com dois a gente duvida. E com vários?”, divagou.

Fonte: Gospel +